Anemia Falciforme

A anemia falciforme é uma doença conhecida por alterar o formato dos glóbulos vermelhos do sangue, transformando-os em formato de foice, com esse formato as células se rompem com maior facilidade e por isso causam quadros de anemia.

Essa é uma doença hereditária e que é mais observada em pessoas de raça negra, no Brasil cerca de 8% dos negros tem a anemia falciforme.

Sintomas da anemia falciforme:

A anemia falciforme é descoberta logo que a criança nasce, durante o teste do pezinho. Mas, ela também pode se desenvolver até os 3 primeiros anos de vida da criança.

Essa é uma doença que se desenvolve de maneira diferente em cada pessoa podendo causar mais ou menos sintomas. Os sintomas mais comuns são:

  • Dor intensa:

As crises de cor aparecem principalmente nos vasos menores onde a hemoglobina ao passar pode machucar a região pelo seu formato de foice. A dor atinge principalmente os ossos e as articulações.

Nas crianças é comum que a dor seja localizada nas palmas das mãos e nos pés, causando dor, vermelhidão e inchaço da região.

  • Infecções:

Os portadores da anemia falciforme têm maior propensão a desenvolver infecções e por isso elas precisam receber doses de vacinas especiais para evitar casos de pneumonia ou meningite.

É preciso sempre observar a presença de febre, nesses casos é indicado procurar ajuda do médico para que a doença seja avaliada e a causa seja tratada corretamente.

  • Icterícia:

A icterícia é comum nesses casos por conta do rompimento das hemoglobinas. Ao se romper a hemoglobina libera a bilirrubina que tem pigmentação amarela e causa a alteração dessa cor nos olhos e na pele.

Esse sintoma não deve ser confundido com problemas hepáticos, a icterícia é comum apenas pela maior facilidade que as hemoglobinas tem de se romper nos casos de anemia falciforme.

  • Problemas no baço:

O baço é o responsável por filtrar o sangue e em indivíduos com anemia falciforme ele normalmente aumenta de tamanho por conta de um rápido de sangue que o órgão inicia.

Esses casos são mais graves e causam diminuição do volume de sangue circulante e isso afeta a distribuição de oxigênio e de nutrientes para todo o organismo e também altera a circulação sanguínea.

Nessa situação é preciso intervenção médica urgente pois o paciente tem risco real de morte.

Tratamento para a anemia falciforme:

Não existe cura para a anemia falciforme e os tratamentos são pontuais para tratar cada sintoma apresentado.

A melhor opção nesses casos é o controle feito com uma equipe especializada e com a família que precisa aprender a controlar as crises e como agir em cada situação, assim a doença se torna menos agressiva.

As crianças precisam de acompanhamento pediátrico para certificar de que o seu desenvolvimento aconteça dentro do esperado para a idade.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*